A compreensão dos conceito de ativo e passivo na contabilidade são importantes para saber analisar e mensurar com autoridade o desempenho e performance da empresa.

Todo empreendedor deve saber o que é ativo e passivo dentro da gestão contábil da empresa. Está informação é de suma importância pois refere-se a dois dados que integram o balanço patrimonial de todas as empresas, tudo que a empresa possui é dado como ativos, e tudo que a empresa deve é dado como passivos. Hoje reunimos informações importantes sobre o que são ativos e passivos na contabilidade, fique conosco e continue lendo até o final!

O que é ativo e passivo na contabilidade?

Ativo e passivo na contabilidade são componentes do balanço patrimonial, demonstração contábil que tem como propósito apresentar a situação econômica e financeira de uma entidade em determinada data.

O que é ativo?

Ativo é tudo que uma empresa possui de valor, todo o seu conjunto de bens e direitos.

Os bens podem ser:

  • Tangíveis: dinheiro em caixa, saldo bancário, investimento financeiro, participação societária em outras empresas, imóveis, automóveis, equipamentos, estoque, etc.
  • Intangíveis: também chamados de bens imateriais, como direitos autorais, marcas, softwares e patentes.

As contas a receber, como duplicatas de vendas a prazo, créditos tributários ou rendimentos creditados e não pagos, também fazem parte dos ativos de uma empresa.

Ativos circulantes e não circulantes

Os ativos são divididos ainda em circulantes e não circulantes.  Ativos circulantes são todos os recursos (bens e direitos) que podem ser convertidos em dinheiro em até 12 meses. Entram nessa conta o caixa e equivalentes de caixa, títulos e valores mobiliários, contas a receber no curto prazo e até estoques.

O nome circulante remete à ideia de que os ativos circulam pela empresa, mantendo a liquidez necessária às operações. Os ativos não circulantes, por outro lado, são os bens e direitos que não podem ser convertidos em dinheiro no curto prazo (até 12 meses). São exemplos os bens permanentes e imobilizados usados para o funcionamento da organização, como imóveis, maquinário, veículos, bem como as vendas com prazo superior a um ano e os ativos intangíveis.

O que é passivo?

Se o ativo na contabilidade é tudo que uma empresa tem de valor, o passivo é conjunto de obrigações que ela precisa honrar perante terceiros. Pagamento de fornecedores, salários dos funcionários, parcelas de financiamentos, impostos apurados e não pagos e até mercadorias vendidas e não entregues entram na coluna do passivo. Passivo, portanto, é tudo que uma organização deve, tanto no curto quanto no médio/longo prazo.

Passivos circulantes e não circulantes

A diferença entre passivo circulante e não circulante segue o mesmo raciocínio dos ativos circulantes e não circulantes. Os passivos circulantes são todas as obrigações com vencimento em até 12 meses, como salários, encargos sociais, impostos, financiamento, etc.  Obrigações com vencimentos acima de 12 meses são considerados passivos não circulantes, também chamados de passivos exigíveis de longo prazo.

Qual a diferença entre ativo e passivo na contabilidade?

No contexto empresarial, ativo e passivo na contabilidade ocupam lados opostos no balanço patrimonial. Como vimos, o ativo corresponde a tudo que a empresa possui, desde os bens imobilizados aos créditos a receber. Logo, quanto maior o ativo, melhor.

Passivo, por outro lado, representa as dívidas e todas as obrigações que a empresa precisa honrar. Logo, quanto menor o passivo, melhor. O patrimônio líquido da empresa, terceiro elemento que também compõe o balanço patrimonial, é a diferença entre o passivo e o ativo.

  • Patrimônio líquido = ativo – passivo.

Uma empresa com muitos ativos e poucos passivos é uma empresa com um patrimônio líquido positivo, o que, em tese, pode significar um negócio rentável e bem gerido.

Por que analisar ativo e passivo na contabilidade?

A análise do ativo e passivo na contabilidade, bem como o patrimônio líquido, é tão importante quanto a análise da DRE (Demonstração de Resultado de Exercício). Para uma visão mais clara do andamento do negócio, entretanto, é importante observar os dados a partir de uma perspectiva histórica, se possível, na forma de gráficos.

Em geral, o balanço patrimonial, no qual aparecem o ativo e o passivo na contabilidade, é elaborado a cada três meses e retrata uma realidade de momento. O balanço patrimonial do dia 31 de dezembro de determinado ano é como se fosse uma fotografia daquele dia. Ao comparar vários balanços patrimoniais, as “fotografias” se transformam em um filme, dando ao gestor uma visão muito clara da evolução do patrimônio da empresa. A avaliação do ativo e passivo na contabilidade também pode ser útil na elaboração do planejamento financeiro e orçamentário. Uma empresa com determinada quantidade de passivos circulantes (obrigações de curto prazo) precisa ter ativos circulantes (caixa e equivalentes de caixa) o suficiente para quitar os compromissos. Do contrário, precisará recorrer a alternativas nem sempre baratas, como linhas de financiamento, novos sócios ou outras fontes de recursos para não deixar o negócio declinar.

Para saber mais informações sobre ativo e passivo consulte nossos especialistas!

📞 (31) 3508-2000
💻 Instagram: @contabilidadeconexus

 

 

Via: jornalcontabil

×